domingo, 30 de maio de 2021

manual prático de uso da CCC (5/6) : difusão

vinheta de BD de João Chambel in Mutate & Survive (2001)
A Chili Com Carne é uma associação sem fins lucrativos e isso explica a vontade de ser colaborativo e não competitivo. Tentamos que a nossa acção não se feche em nós próprios, tarefa nada fácil quando o “tempo = dinheiro” não é muito para os associados mais activos, que agem numa base de voluntariado. Daí que para promover ideias de DIY fazemos isto:

- Feiras de fanzines e edições independentes. Desde 1995 que organizamos ou participamos nelas, dos primórdios Encontros CCC à mítica Feira do Fanzine de Almada, do saudoso Salão Lisboa ao não menos saudoso Samizdata Club, do frio de Helsínquia ao blasfemo Crack, destacamos a Feira Laica que co-organizamos durante 8 anos / 21 edições. Não é só porque as livrarias barravam os livros como os nossos que fazemos os “nossos próprios” eventos mas também porque é uma hipótese de confrontar públicos inesperados para levá-los à leitura e ao acesso de edição diferente do super-mercado. Quem espera em concertos Punk, Metal ou Electrónica encontrar livros?

- Distribuição de artigos de outros editores, associados ou não. Costuma-se dizer que uma mão lava a outra a não ser que se seja maneta, se a distribuição e promoção de material “alternativo” é um problema para todos, a CCC tenta com permutas de material que nós e os outros cheguem a mais pessoas. Essa distribuição é feita na venda online, em caixotes de miscelânea nos eventos que participamos e quando se justifica colocando mesmo em lojas – geralmente são livros que justifiquem o esforço logístico e não zines frágeis porque para dizer a verdade não há lojas para esse tipo de objectos nos dias que correm.

- Divulgação de eventos e edições de outras entidades. Uma mão ajuda a outra, com ou sem genitália à mistura, e como não acreditamos em segredos nem em génios, a Chili abre o jogo, ajudando outros editores com contactos de lojas, feiras e gráficas. Os sócios podem alimentar ESTE BLOGUE (é por isso que mal se inscrevem recebem um misterioso convite do Blogger!) com informação relevante da cultura independente: resenhas críticas a zines, livros, discos, etc…, divulgação de eventos, “scene reports”, o que quiserem desde que não metam publicidade ao último disco do Tom Waits, que é artista independentes mas que não precisa de nós como é óbvio. Alguns "posts" são posteriormente apagados quando são eventos que não tenhamos ligação passem de validade (ex. uma exposição individual) ou publicidade pura e dura (um "post" sobre um zine mas sem qualquer espécie de reflexão crítica).

Por fim, um caso prático, se o associado for um autor de uma publicação e quer que a CCC ajude a distribuir a sua edição, deve agir da seguinte forma.
1) escrever à Direcção da CCC para estabelecer um preço, desconto para sócios (se possível) e forma de entrega de exemplares;
2) colocar um “post” no blogue da CCC a promover a sua edição;
3) e nós recebemos depois as encomendas, comprando os exemplares e enviando para os sócios que pediram a publicação.

Sem comentários: