quinta-feira, 20 de julho de 2006

Succedâneo # -31

J. Bragança; Abr'06

O Succedâneo comemorou 10 anos e foi-se! Depois de anos de actividade zinista completamente frenética (ritmo editorial, imaginação non-stop, criação sem limites), com várias participações de autores mas sempre com João Bragança na batuta e com uma maior percentagem de trabalho (bd, ilustração, assemblagens, fotografia, diário artístico, etc...), chegou o tempo de fechar um ciclo da vida. De referir que este número é um succedâneo do verdadeiro número, que é um carro, explicando melhor, o "verdadeiro" número do Succ # -31 é um carro de rolamentos construido em homenagem aos automóveis criados em Portugal. Os autores participantes foram convidados a enviar "peças" de forma que Bragança construísse um "automóvel". E esse era o verdadeiro número do último Succ. Mas como nem todos podem adquirir essa peça (que é única), foi feito "o succedâneo do Succedâneo" em versão papel com as versões planas/bidimencionais dos colaboradores, entre eles destaco os trabalhos de André Lemos, Rosa Baptista e José Feitor.
A acompanhar o zine ainda temos um CD-Rom que documenta a história dos "famosos" automóveis portugueses com a ajuda do 1140 tv. Talvez pelo tema ser menos "artístico" (geralmente a cutura das 4 rodas não se dá lá muito bem com a atitude artística), a verdade é que as participações habituais "afrouxaram" um bocado - em qualidade e quantidade. E se o resultado final deste número é diminuído em relação aos anteriores, ainda assim sentimos a amarga despedida de um dos zines mais originais que Portugal. «Agora chuchai no dedo!»

3,9

1 comentário:

jb disse...

ad perpetuam rei memoriam