sábado, 28 de outubro de 2006

Mantorras noiser

Eye.8.soccer: "Total fucking drawkness" (Lover & Lollypops; 2006)

Lançado no último Samizdata Club, eis o primeiro CD-R de Eye.8.soccer - do Dr. Gama: DSM666, KUT, etc... - constituído de Japanoise - pode haver Japanoise fora do Japão? - de qualidade - pode haver Noise de qualidade? - na tradição Merzbow com samples ligados ao futebol - que o Dr. Gama odeia e já agora eu também. Mais lúdico que o habitual Noise - austero e sombrio - só é estranho os fade out - de cada faixa - que dão uma pinta amadora ao trabalho.

quinta-feira, 26 de outubro de 2006

Laica no Espaço

Até fim de Dezembro 2006

A Laica deixa o seu terreno de eleição – a Feira, enquanto espaço de comércio cultural justo e de confronto de ideias – e aventura-se no Espaço. No fundo, volta a casa.
Fruto de uma sinergia de contornos difusos, cuja história levaria demasiado tempo a contar, a iniciativa LAICA NO ESPAÇO combina as infra-estruturas e o poder mobilizador da Feira Laica com o potencial do bar Espaço, novo spot cultural lisboeta, num cruzamento que promete oferecer o melhor da cultura subterrânea e do comércio alternativo: concertos (co-organizados com a Groovie Records), exposições, pintura mural ao vivo, sessões de desenho automático, feiras de fanzines e trocas de discos.
A ocupação do Espaço atravessará os meses de Outubro, Novembro e Dezembro e culminará na 5ª Feira Laica (em Dezembro).

Para as duas primeiras semanas de programação já se encontram previstas as seguintes actividades:

19 Out
- Inauguração de exposição temática colectiva sobre GUERRA CIVIL PORTUGUESA : CENÁRIOS (patente até 1 Nov. c/ trabalhos de André Lemos, Joana Figueiredo, José Feitor, Filipe Abranches, João Maio Pinto entre outros) e AMPHIBIA, individual de André Lemos (até 15 Nov.).
- Banca de zines e edição independente da Chili Com Carne
- Pintura mural com José Feitor

- unDJ GoldenShower
[Inauguração às 19h. Horário das exposições: 2ª/Sábado, 18h-00h. Entrada livre.]


21 Out - Fritos (concerto) - às 18h, entrada: 3,5€


26 Out
- Pintura mural com Luís Henriques, a partir das 19h
- Banca de zines e edição independente da CCC
(só com edições com trabalhos de ilustradores patentes nas exposições e discos distríbuidos pela CCC) e Imprensa Canalha.
-
Psychiatric DJ (Kromleqs, MelodyFreeMen, Fritos) vai fazer uma terapia sonora de psico-spoken-word a partir das 22h.


28 Out
- Samizdata Club, comemoração de um ano de actividade com Eye.8.soccer, shhh..., M-PeX e Thermidor. Às 22h, entrada: 1€ (c/ direito a um CD da Thisco).

- Banca da Thisco e da CCC
...

Para Novembro e Dezembro + exposições, pintura mural, bancas de zines, a 5ª Feira Laica, concertos de Stuka, Latex 25, The Great Lesbian Show, Big River Johnson, Act-ups, Mudo or Maria like the others (sujeito a confirmação).

terça-feira, 24 de outubro de 2006

José Feitor no Espaço

Samizdata Club (no Espaço): 1 ano de actividade - AMANHÃ

cartaz por André Lemos

Samizdata Club: 1 ano de eventos - 5 anos da Thisco, 40 edições em CD

Em jeito de balanço de um ano de actividade anti-cultural, reformulação dos papeis músico / editora / públicos e subversão do artista enquanto tal, o evento Samizdata apresenta-se renovado, extensivo e reposicionado.
O Espaço será a nova casa a dar continuidade ao evento na Capital. Dia 28 de Outubro, às 22h, apresentam-se quatro projectos, ligados à Thisco de formas diferenciadas e de distintas abordagens sonoras.

...

M-PeX Guitarra portuguesa aglutinada a uma electrónica apurada e balanceada, sob ritmo drum´n´bass; pleno desenvolvimento de algo que se poderá vir a designar num futuro próximo como “Phado”. Marco Miranda participa na compilação das “Noites CR-R”, trabalha em álbum com saída em muito breve e promove o drum´n´bass no cyber-éter / radio.ist.utl.pt

shhh… Ainda sob a égide do lançamento este ano do CD homónimo, shhh… propõe-nos ritmos breakbeat/drum´n´bass de carácter obscuro pontuados por vozes recolhidas e silêncios perturbadores. Ainda desconhecido do grande público mas recomendado unanimemente pela crítica alternativa nacional e europeia.

Eye-8-Soccer João Gama desmultiplica-se em vários projectos que têm em comum uma perspectiva DIY e descomprometimento criativo, numa verdadeira prova de liberdade de expressão. Poucos bits, muita distorção, pouca definição, muita velocidade, ou exactamente o oposto! Uma série de auto-edições de reduzida tiragem atestam motivação e cristalizam o conceito inerente.

Thermidor Tem vindo a apresentar-se ao vivo sob a forma de performance de ficção científica pontificada por ambientes de fino recorte e excelente material recolhido (leia-se samples). O demo CD garantiu até ao momento a elogiosas palavras de músicos e critica europeia e espera-se concretizarem breve edição tripartida Brume (França)/ Thisco /Connexion Bizarre (Portugal).
...

Entrada 1€ com direito a um CD da Thisco à escolha, das cerca de 30 referencias ainda disponíveis - ver catálogo em www.thisco.net/cdpt.htm

:::
equipamento pronto para 4 actuações - ficam registos de duas
Thermidor
Eye.8.soccer
fotos cortesia de jötha


eye.justin.timberlake
público e afins
banca da Thisco que celebra 5 anos de existência - parabéns atrasados!



Eye.8.soccer + vídeo
M-PeX

shhh...

- fotos cortesia de João Gama e amigos -

sexta-feira, 20 de outubro de 2006

ccc@bdporcalhota2006

Alguns títulos da CCC e associados estarão disponíveis no Festival de BD da Amadora 2006 através do stand comercial do BD Jornal.
Uau!

quinta-feira, 12 de outubro de 2006

Heróis da Literatura Portuguesa

Daniel Lopes e João Chambel
Íman; 2002

Livro de bd em que não é fácil de rotular. Os seus dois autores não dividem as tarefas de argumentista e desenhador como é muitas vezes habitual na produção da bd nem o fazem a "quatro mãos" como tem acontecido nas novas tendências da bd - a "dupla dinâmica" Dupuy-Berberian ou os suecos-berlinenses Max Andersson e Lars Sjunnesson. Mais simples, cada um fez uma estória das seguintes «insignes figuras»: Álvaro do Carvalhal, Teixeira de Pascoaes, Fernando Pessoa, Mário de Sá-Carneiro, António Ferro e Mário Cesariny, num registo gráfico que muitas vezes se confundem os estilos dos autores-desenhadores. Creio que terá sido propositado a aproximação dos grafismos do João e do Daniel (autores de vários fanzines dos anos 90) para criar uma unidade ao livro.
O conteúdo narrativo também não é linear pois não se tratam de adaptações literárias das obras dos escritores - tem elementos mas não são usados como valores absolutos - nem são biografias sobre os escritores - embora existam alguns "slice-of-life" numa ou noutra bd. É neste vai-e-vem do "que não é" e "que é" que se completa a leitura de HLP.

4

De resto, o livro já ganhou o epíteto de "livro maldito" uma vez que a editora Íman desapareceu do mapa (assim sem mais nem menos) deixando a sua tiragem ao sabor do destino - a gráfica já terá destruído o resto da tiragem que não deve ter sido paga? Entretanto os autores lá conseguiram regastar alguns exemplares que estão disponíveis comercialmente via Chili Com Carne.

quarta-feira, 11 de outubro de 2006

Alçapão - fanzine de arquitectura dura #1

Ordem dos Arquitectos - Delegação de Portalegre; Out'06

Fanzines saídos do meio institucional? Mein Gott!? Só podia dar merda mas por acaso não é este o caso! Realmente foi impresso no formato A4 em papel couché e tem aquele ar de DTP old-school mas há aqui uma boa dose de sujidade que lhe dá credibilidade - um zine é sempre sujo, certo? Se fosse realmente um zine com uma pancada institucional (não podemos escrever isto ou desenhar aquilo) não suportaria as ilustrações com os negros do André Lemos, do José Feitor e do João Maio Pinto ou os "erros" do Bruno Borges nem toleraria as bd's da Rosa Baptista ou do Richard Câmara nem os escritos dos vários colaboradores deste primeiro número.
O plantel de ilustradores e autores de bd dá power ao zine que tem como tema e textos a "Arquitectura". Aliás, se não fosse estes tipos duvido que haveria zine de tão insipientes que são os textos. Este primeiro número saiu no âmbito das celebrações da Delegação de Portalegre da Ordem dos Arquitectos para o Dia Mundial da Arquitectura.

3,9

aqui.jas@clix.pt

terça-feira, 10 de outubro de 2006

(depois de) CCC@Helsinki.Comics.Festival

Nos dias 23 e 24 de Setembro ocorre o 21º Festival de BD de Helsinquia. A CCC estará lá presente com uma banca de títulos seus e dos seus associados MMMNNNRRRG, Imprensa Canalha e Opuntia Books
...
Chili Com Carne editions and other Portuguese best kept secrets (like MMMNNNRRRG, Imprensa Canalha and Opuntia Books) will be represented in the 21st Helsinki Comics Festival to be held on the 23rd and 24th of September 2006.



Em jeito de relatório...
Foi a segunda vez que me aconteceu tal coisa e com a mesma viagem! Segunda vez em HELLsinki e foi a segunda vez que me perdem a bagagem numa viagem de avião. Tal como há 2 anos do transbordo de Paris, desta vez foi no de Amsterdão. Se da primeira vez não havia grande drama, desta vez a coisa era grave porque a mala perdida tinha os livros da CCC e dos associados para serem vendidos no Festival de BD. E ao contrário da primeira vez que logo de manhã já tinha a minha bagagem recuperada desta vez só chegou depois das 18h - justamente quando o primeiro dia comercial do Festival terminava.

Ainda assim não me posso queixar: quase todo o material (seleccionado do catálogo da CCC e associados, que estivesse em inglês ou fosse meramente visual) foi vendido - e o que não foi, foi trocado por outro material ou deixado em lojas na Finlândia. Mais, o retorno monetário foi grande o suficiente para pagar 70% da viagem. Sendo que esta viagem era um misto de negócios e férias, a questão do lucro relativisa-se bastante.

Por isso posso dizer que valeu a pena. Manter ou fazer novos contactos, despachar exemplares de livros que em Portugal são ignorados pelo mercado e pelos críticos, receber feedback do público - elogiando ou não mas sempre reagindo. Diferente da letargia portuguesa, de um público que mais parece ter medo dos livros. Aliás, tão ricas que eram as reacções que as conclusões são impossíveis. O que posso dizer é o que me parecia que seria mais óbvio vender não vendeu tanto, e vice-versa. O público também era bastante diferenciado e misturado, desde dos nostálgicos e cromos maluquinhos aos os nerds dos nerds (os fãs de Manga e em regime cosplay - valia ter tirado fotografias!), dos góticos e góticas lamacentos (fãs dos 69 Eyes - o vocalista tinha sido autor de bd nos anos 90 e era reeditado o seu livro Helsinki Zombie Vampire Love ou algo parecido), aos estudantes de artes e similares, e gente normal, ... O que facilitava algumas aproximações - os CD's de música que levei que tinham Moonspell foram todos despachados prós vampiritos!

Não tenho fotografias do evento - a máquina estava na mala e no Domingo, último dia comercial do Festival, queria era vender e despachar material, dai a pobre reportagem fotográfica que se resume a duas fotos da banca e da mascote do Festival, ambas desmontadas...


Das trocas realizadas eis a lista (a actualizar nos próximos dias):

-
Canicola #2
- Canicola #3
a melhor revista italiana de bd do momento, em italiano c/ legendagem em inglês, 10€ cada / 8€ cada para associados
- C'est bon Anthology #1 (3ª série)
revista sueca de bd, em inglês, 14€
/ 11,2€
- Nazi Knife #2
graphzine do mesmo grupo do Rotkop, 10€
/ 8€
- Moving Plastic Castles
livro de arte do finlandês
Tommi Musturi, 6€ / 4,8€
- Madonreikä
zine de ilustração do mesmo autor de Kylmä Liha, 4€ / 3,2€
- Glömp #8
antologia finlandesa de bd, todo a cores!!!, em finlandês c/ legendagem em inglês, 20€ / 16€

sexta-feira, 6 de outubro de 2006

CCC@BarreiroRocks

Yeah!
Nas noites de HOJE e AMANHÃ, a Chili Com Carne estará presente com uma banca de zines e edição independente no Barreiro Rocks - yeah!