quarta-feira, 4 de julho de 2007

Ups! Estou enfraskado de tempo para falar do Tornado...

Pois acontece um tipo não é uma Hidra nem monstro mitológico para escrever todo o material que recebe / troca / compra...
Começamos pelo graphzine Cirque intraveineuse de André Lemos editado este ano (apesar da ficha ficha referir a 2006) pela editora francesa Francis Laporte. Todo feito em serigrafia segue a tradição da exploração gráfica de Lemos com esta técnica de impressão, que teve como estreia em 2002 com o Super Fight II (MMMNNNRRRG). Fazendo um jogo de duas cores, o amarelo e o azul, ora há impressão a azul sobre papel amarelo ora o contrário. Há uma grossa parte de publicação de ilustrações feitas de recorte de papel de lustro, uma faceta menos conhecida deste autor. Dos 35 exemplares que sairam da máquina eu duvido que haja algum para venda mas tentem a vossa sorte...

Continuando com caos, este caso com textos, desenhos, fotografias e bd's, temos o terceiro número do zine da Guarda, Ups! (Aquilo Teatro; Jul'06). Com menos páginas mas mais "free" do que o número anterior mostra alguns desenhos interessantes mas parece faltar um bocado de substância ao longo da publicação - gostaria de explicar melhormas estou cheio de pressa. Gosto especialmente da capa. Um dos editores, o João Louro, participou no Chili Bean (o zine dos 10 anos da Chili Com Carne).

A Piggy voltou aos zines durante a Laica em Oeiras e saiu O Enfrascado (ed. de autor; Abr'07) zine de ilustração que é fechado num... frasco! Desenhos sobre o mundo do trabalho precário e Portugal (o que quer dizer a mesma coisa, certo?) só é pena as fotocópias serem tão más, será que foram tiradas lá no Call Center? 3,9 [piggyonaise@hotmail.com]

Por fim, ontem o Estrompa deu-me o último número do Shock (Bonecos Rebeldes; Abr'07) com várias bd's incompreensíveis e toscas do seu personagem pastiche (ao Torpedo 1936) Tornado. O Estrompa já tem mais de 60 anos e ainda faz zines com estilo underground tosco e malcriado - só por isso tem piada porque em relação às histórias elas tem piorado. Interessante é a participação de José Lopes (que tem publicado em alguns zines editados do Geraldes Lino e lançou um malogrado DVD documentários sobre fanzines) de uma bd (policial, tema comum ao zine) com o seu estilo clean. É bom ver que ainda há movimento por aí! [à venda no alfarrabista Vilela nas Escadinhas do Duque, Lisboa]

...gracias Jucifer pela foto do Enfraskado que entretanto tem uma "segunda edição" com fotocópias decentes, sim senhora!

Sem comentários: